A adaga push

7 min


112
A adaga push coltellimania.com

empurrar punhal

A adaga é uma faca muito orientada para autodefesa e que tem sua própria área específica de aplicação e uma história antiga.

A indústria de facas de hoje frequentemente reaproveita muitos objetos “coloridos” do passado.

Um deles é o punhal de empurrar ou empurrar a faca que permanece uma faca única projetada para combate próximo e autodefesa.

É uma arma de corte que tem muitos anos, talvez já criada há milhares de anos , mesmo que com tamanhos maiores e formas diferentes, mas hoje ainda existem versões de punhais de empurrão disponíveis tanto personalizadas quanto industriais como as de Cold Steel.empurrar mini amigo punhal

Pessoalmente, desenvolvi diferentes tipos de punhal de empurrão porque é uma ferramenta que considero muito versátil em termos de autodefesa.
Comprei vários para estudá-los de diferentes formas e tamanhos e eu os projetei para mim personalizado e testado em pneus de carro como muitas vezes faço com as facas que uso no meu treinamento relacionado com artes marciais do Sudeste Asiático e esgrimade faca curta.
Pode ser anexado a chaveiros, alças de cinto, bolsas ou mochilas, facilitando o transporte diário (EDC) e o uso em diferentes ocasiões.

Embora a origem do Push Dagger tenha sido provavelmente concebida na Índia, é nos Estados Unidos que ela tem uma longa história.

empurrar punhal

O design e a forma do Push Dagger

O Push Dagger é um punhal de empurrão geralmente consistindo de uma lâmina curta e uma alça “T” que permite que ela seja agarrada na palma da mão.

Isso resulta na lâmina salientes da frente do punho entre os dedos.

Claramente essa ergonomia de uso tem vantagens em termos de autodefesa, mas também desvantagens se você quiser usá-la como uma ferramenta de corte tradicional.

A adaga push coltellimania.com

É particularmente útil em combate próximo, e tem sido usado no passado por jogadores em barcos fluviais americanos, por soldados da Primeira Guerra Mundial que eventualmente descobrirão sua periculosidade e ainda tem um amplo uso e propagação.empurrar punhal

A adaga push coltellimania.com

Cuidado que a lei italiana não permite o porto de punhal!

Um pouco da história do punhal push

A adaga push coltellimania.com

Em 1800

Punhais têm sido usados por muitas pessoas como uma arma de defesa no que era então um mundo novo assustador e incerto, de acordo com “Punhais e Facas de Combate do Mundo Ocidental”, de Harold Peterson.

Carregar uma arma não era grande coisa, mesmo em locais públicos, e não era difícil ver políticos carregando abertamente punhais em tribunais e prédios legislativos, de acordo com Peterson.A adaga push coltellimania.com

Antes da invenção de armas confiáveis, a adaga era usada por jogadores e aqueles que viviam no Velho Oeste como uma arma de defesa.

Também se mostrou útil para os moradores de cidades portuárias do rio Mississipi ou em portos como Nova Orleans, onde estranhos frequentemente aterrissam com intenções estranhas.

A lâmina também se tornou popular por um curto período de tempo na Alemanha, onde era conhecida como “a faca do punho“.

A Primeira Guerra Mundial

empurrar punhal Durante a Primeira Guerra Mundial, onde a brutal guerra de trincheiras levou à necessidade de cortar armas para uso corpo a corpo, a adaga de empurrão mais uma vez emergiu em popularidade.

Impulsionado em parte pela escassez de armas, o punhal foi liberado para muitos soldados na Grã-Bretanha, de acordo com as “Facas Militares Britânicas e da Comunidade” de Ron Flook.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a adaga foi usada novamente, desta vez liberada aos comandos britânicos e às de outras forças especializadas.

Os usos típicos podem incluir a eliminação da sentinela e, novamente, o combate próximo.

Hoje, a adaga ainda é uma escolha popular.

Tal lâmina oferece uma ferramenta de autodefesa, independentemente da situação.

Ele fornece uma arma de fácil acesso que pode ser usada em situações próximas onde outras facas podem ser mais difíceis de usar.

Ele também fornece uma adição poderosa ao seu EDC ou Go Bag.

Versões militares feitas na Itália derivadas

A adaga push coltellimania.comS.E.R.E.1

Uma das versões militares do Push Dagger é o S.E.R.E. da Extrema Ratio, a empresa italiana líder mundial de facas militares que criou esta versão de punhal push com características especiais.

S.E.R.E. 1 nasceu da ideia de um grupo de estudo composto por operadores das Forças Especiais, artistas marciais e especialistas em técnicas de sobrevivência.

O acrônimo S.E.R.E. refere-se aos quatro princípios “Sobrevivência, Evasão, Resistência e Fuga” que compõem o programa de treinamento fornecido ao

Militares com alto risco de captura.

A equipe de desenvolvimento do Extrema Ratio queria reinterpretar o tema da faca de combate e sobrevivência de forma moderna, inspirada nos conceitos das Grandes Facas de Sobrevivência do passado, sem querer retomar seu design.

A alça é inspirada em um ângulo típico, que os operadores chamariam de “amigável”.

A semelhança com facas do tipo “punhal de empurrão” não deve ser enganosa; o S.E.R.E. 1 é adequado tanto para uso de ponta quanto de corte, a aderência de fato, ao contrário das lâminas clássicas deste tipo, é fixada entre o índice e os dedos médios, formando assim um único eixo da ponta da lâmina até o pulso do usuário, e permitindo seu uso mesmo em aderência reversa.

A adaga push coltellimania.comA adaga push coltellimania.comO topo da alça tem um relevo de “martelo superior”, ou uma espécie de martelo de circunstância que se presta bem a vários usos táticos: aqui emerge a vantagem do design do S.E.R.E. 1 em comparação com facas de sobrevivência tradicionais, que obviamente têm uma única haste.

A lâmina foi projetada com força e fácil manuseio em mente; a geometria da ponta garante a máxima penetração, ao mesmo tempo seu perfil axial com base triangular protege sua resistência.

O design da lâmina

O design da lâmina tem, por um lado, um perfil parcialmente serrilheiro para facilitar o corte de cordas, e por outro um cortador de silhueta clássico; o laço central, que tem a dupla função de iluminar e girar grilos, lembra as origens marítimas de seus criadores.

A peculiaridade da faca é que ela foi especificamente projetada para ser usada mesmo sem a alça; os dois orifícios na parte dedicada à alça facilitam a montagem.

O S.E.R.E. 2 G.O.I.

Hoje uma nova versão chamada S.E.R.E. 2 G.O.I. também foi feita.

A adaga push coltellimania.comS.E.R.E. 2, adotado pelo Grupo Operacional Raiders da Marinha Italiana, é o desenvolvimento do S.E. R.E. 1, criado por um grupo de estudo composto por operadores das Forças Especiais, artistas marciais e especialistas em técnicas de sobrevivência.

Esta variante do S.E.R.E. 2 é desenvolvida de acordo com as necessidades expressas pelo Departamento.

A sigla S.E.R.E. como já mencionado acima refere-se aos quatro princípios “Sobrevivência, Evasão, Resistência e Fuga” que compõem o programa de treinamento fornecido aos militares com alto risco de captura.

O S.E.R.E. 2 é adequado tanto para uso de ponta quanto de corte.

A aderência única do seu tipo, ao contrário das lâminas clássicas deste tipo, é fixada entre o índice e os dedos médios, formando assim um único eixo da ponta da lâmina até o pulso do usuário, permitindo seu uso mesmo em aderência reversa.

A alça tem a mesma ergonomia que a bunda de uma arma de fogo; essa aderência permite um uso instintivo e imediato, podendo integrar facilmente o treinamento na atividade de treinamento.

A geometria da ponta garante a máxima penetração, ao mesmo tempo em que seu perfil axial baseado em triangular protege sua resistência.

O design da lâmina tem, por um lado, um perfil parcialmente serrilhado para favorecer o corte de cordas, e por outro um clássico tamanho sleacgeal ou tamanho do cinto que, ao contrário do modelo anterior, tem lâminas reinflatáveis e intercambiáveis.

O laço central, que tem a dupla função de iluminar e girar grilos, lembra as origens marítimas de seus criadores.

A peculiaridade desta faca é que ela é especificamente projetada para ser usada mesmo sem a alça.

Os dois orifícios na peça dedicada à alça facilitam a montagem.

A bainha

O cremoso kydex tem uma retenção básica que pode ser usada sozinha para operadores que precisam de uso extremamente rápido da faca, e uma trava removível, se necessário.

A faca vem até você com seguro duplo para montagem ambidestro.

Apresentar como acessório uma inserção com uma chave de fenda de corte.

O S.E.R.E. 2 G.O.I. vem com clipes de cinto para fixação de cinto sincronia e paracord para fixação no sistema M.O.L.L.E.

“Usar a arma, faca ou outra arma para nós é a mesma coisa: é apenas a extensão da mão.” (Citação de um comandante de departamento).

 

Conclusões

Ainda hoje acho uma faca muito versátil para os mais diversos usos, compacto e extremamente perigoso para a forma como pode ser usado.

Pessoalmente, como eu disse, comprei várias para estudá-las de diferentes marcas, de diferentes formas e tamanhos e eu projetei para mim personalizado e testado em pneus de carro como muitas vezes faço com as facas que uso na minha treinamento relacionado com as artes marciais do Sudeste da Ásia e esgrima faca curta.
Você tem experiência?

Andrea


Se você gostou do que você leu e foi útil antes de você deixou a página compartilhar o artigo através dos botões sociais que você vê na parte superior e comentar. Muito obrigado!

Importante! Ainda peço um pouco de esforço, mas para mim é útil para o projeto, clique como na página do Facebooke no Instagram Channel.


 


Like it? Share with your friends!

112
Andrea F

Maker and Enthusiast of Knifemaking. Other: Engineer / Professional Blogger / Bass Player / Instructor of Boxing / Muay Thai / Brazilian Jiu Jitsu / Grappling / CSW / MMA / Self Defence / FMA / Dirty Boxing / Silat / Jeet Kune Do & Kali / Fencing Knife / Stick Fighting / Weapons / Firearms. Street Fight Mentality & Fight Sport! State Of Love And Trust!

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!